Tiradentes

Fundada em 1702 quando os paulistas descobriram ouro nas encostas da Serra de São José, Tiradentes ainda carrega sua história nas costas em igrejas barrocas suntuosas e ruas de paralelepípedo que desencaixam o andar.

Mas a cidade sincronizou com a modernidade: fez suas pousadas virarem butiques, suas cozinhas ganharem chefs (e prêmios!), seu casario se manter pintado e fotogênico, seus ateliers obterem renome, seus festivais atraírem a juventude criativa, tudo com um bom grau de sofisticação.

 

ASSISTA AO VÍDEO QUE GRAVAMOS EM TIRADENTES

 

 

O QUE FAZER

Matriz de Santo Antônio

A Matriz de Santo Antônio é o cartão postal de Tiradentes e a igreja mais linda de Minas Gerais, na nossa opinião. Encarapitada no alto de uma ladeira, a igreja é abraçada pela Serra de São José. A fotogênica fachada amarela e branca esconde um opulento interior com mais de 480 quilos de ouro, principalmente na capela-mor e nos seis altares. O órgão com oito fileiras de tubo foi construído em Portugal entre 1785 e 1788.

Rua da Câmara, s/nº, diariamente das 9h às 17h, R$ 5

Matriz de Santo Antônio - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Concerto no Órgão Histórico de Minas Gerais

O momento mais emocionante da nossa viagem para Tiradentes foi o Concerto no Órgão Histórico de Minas Gerais, na Matriz de Santo Antônio. Fomos recebidos pela Elisa Freixo, organista residente e responsável pela manutenção do instrumento. Ela é muito fera e além de cuidar do órgão de Tiradentes é responsável também pelo de Mariana. Isso sem falar nas apresentações que ela faz ao redor do mundo!

O instrumento veio de Portugal em 1800 e bolinha e é muito maravilhoso. Emite um som único, totalmente diferente de tudo que já tínhamos escutado. O concerto acontece todas as sextas, às 20 horas. Tem duração de 1 hora e custa R$ 40. Vale muito à pena!

Concerto no Órgão Histórico de Minas Gerais - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Santuário da Santíssima Trindade

O Santuário da Santíssima Trindade foi construído em 1810 e todo restaurado em novembro de 2018. Todo ano entre maio e junho acontece a festa do Pai Eterno, com missa festiva e procissão. Ele fica atrás da igreja matriz, e por isso passa desapercebido por muitos turistas.

created by dji camera

 

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos foi construída no início do século XVII para que os negros pudessem frequentar um templo religioso. Você acredita que eles não podiam entrar nas outras igrejas, pois eram exclusivas para os brancos e ricos? Ficamos P da vida com isso, mas como é um fato histórico, registramos aqui. A bela pintura do arco de pedra de cantaria representa os quinze mistérios do Rosário. No adro da igreja são realizados as lindas festas de reinado e congado, com homens em trajes coloridos, que cantam e dançam para celebrar seu padroeiro, São Benedito!

Praça Padre Lourival, s/nº, de quarta a domingo das 10h às 18h, R$ 3

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Igreja de São João Evangelista

A Igreja de São João Evangelista é datada da segunda metade do século XVIII. Ela fica no Largo do Sol, do ladinho do Museu Casa Padre Toledo e da estátua de Tiradentes. Lá está sepultado Manoel Dias de Oliveira, um dos compositores mais badalados da época. Uma curiosidade é que esta é a maior igreja de Tiradentes, seguida pela Matriz de Santo Antônio.

Igreja de São João Evangelista - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Capela de Nossa Senhora das Mercês

A Capela de Nossa Senhora das Mercês fica no Largo das Mercês, um enorme gramado, que lota de crianças correndo de um lado para o outro nos finais de semana. Lá podemos ver bem a tradição colonial de ter o cemitério junto da igreja. Ela é toda rodeada por túmulos, onde descansam as pessoas pertencentes à irmandade. Você sabia que só podem ser enterrados ali as famílias que contribuem para o funcionamento da igreja?

Capela de Nossa Senhora das Mercês - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Capela de São Francisco de Paula

A Capela de São Francisco de Paula fica no alto de uma colina. Com um extenso gramado na frente é o melhor lugar da cidade para curtir um pôr do sol arrebatador. A construção é linda, mas o que mais chama atenção é o Cruzeiro com todos os símbolos da Paixão de Cristo. Somos apaixonados por cruzeiros, você também?

Capela de São Francisco de Paula - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Capela do Bom Jesus da Pobreza

A Capela do Bom Jesus da Pobreza fica no Largo das Forras, a pracinha principal de Tiradentes. Ela foi inaugurada em 1782 e é bem pequenininha. Demos sorte de encontrá-la aberta e pudemos espiar o singelo interior, com uma linda pintura no forro.

Capela do Bom Jesus da Pobreza - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Passinhos

Você sabia que existem seis Passinhos espalhados por Tiradentes? São capelinhas erguidas a partir de 1729, que reproduzem as cenas da Paixão e a subida de Cristo ao Calvário. Eles são usados pela igreja durante a Semana Santa, mas o da Rua Direita fica aberto todo dia!

Passinhos - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Museu da Liturgia 

O Museu da Liturgia é nosso museu preferido em Tiradentes. O exterior colonial contrasta com o moderno espaço interno, que inclui instalações audiovisuais e terminais multimídia. Ali é celebrada a devoção religiosa da região com mais de 420 peças sacras dos séculos XVIII a XX. No pátio externo, que representa os ritos iniciais e finais da missa, ouve-se diferentes músicas e mensagens.

Rua Jogo de Bola, 15, (32) 3355-1552, quinta a segunda das 10h às 17h, R$ 10

Museu da Liturgia - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Museu de Sant’Ana

Aberto em 2014, é dedicado à mãe de Maria, considerada protetora dos lares, da família e dos mineradores. No antigo prédio da cadeia pública estão dispostas mais de 300 imagens da santa produzidas entre os séculos XVII e XIX e reunidas pela colecionadora Ângela Gutierrez, ao longo de quatro décadas.

Rua Direita, 93, (32) 3355-2798, quarta a segunda das 10h às 19h, R$ 5

Museu de Sant’Ana - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Museu Casa Padre Toledo 

O Museu Casa Padre Toledo é um dos casarões mais imponentes de Tiradentes. Lá aconteceu a primeira reunião dos inconfidentes, em 1788. Tiradentes levou a fama, mas dizem que o cabeça por trás de todo o movimento da Inconfidência Mineira era o padre. O mobiliário, as porcelanas e as pinturas transportam para o passado. A sala dos espelhos é a mais divertida!

Rua Padre Toledo, 190, (32) 3355-1549, terça a sábado das 10h às 17h, domingo das 9h às 15h, R$ 10

Museu Casa Padre Toledo - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Casa da Câmara

A Casa da Câmara de Tiradentes foi construída no século XVIII e funcionava como câmara e fórum da cidade. Com arcos em estilo romano e uma grande varanda, o imóvel é emoldurado pela Serra de São José. Para um excelente clique, sente na escada e fotografe de baixo para cima, com a Matriz de Santo Antônio no topo da ladeira!

Casa da Câmara - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Sobrado Ramalho

O Sobrado Ramalho é datado do século XVIII e foi residência do maestro Joaquim Ramalho, que mantinha uma orquestra no local. Atualmente é sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e dos ensaios da centenária Orquestra e Banda Ramalho. Se você estiver na cidade domingo a noite, passe lá para dar uma espiadinha!

Sobrado Ramalho - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Sobrado Quatro Cantos

O Sobrado Quatro Cantos é um autêntico exemplar do século XVIII. Com estas janelinhas fotogênicas é parada obrigatória para os instagramers de plantão. Ele fica na Rua Direita e é uma das construções que resistiram lindamente ao tempo, e que compõem o casario colonial de Tiradentes. Hoje ele é mantido pela Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade / Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) para fins culturais.

Sobrado Quatro Cantos - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Ponte de Pedra

A Ponte de Pedra foi construída no século XIX para ligar o centro de Tiradentes ao bairro de Santo Antônio do Canjica, onde tinha uma mina de ouro. As colunas na frente da ponte serviam para amarrar os cavalos, enquanto as pessoas iam passear pela cidade.

Ponte de Pedra - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Chafariz de São José 

A construção com elementos barrocos e trabalhado em quartzito data de 1749, quando era a única fonte de água potável da cidade. Na parte da frente as pessoas bebiam água. Na lateral elas lavavam roupas. E atrás servia como bebedouro para os animais. Acima há uma imagem de São José de Botas, padroeiro dos bandeirantes.

Rua do Chafariz, s/nº

Chafariz de São José - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Serra de São José

A serra que embeleza o entorno da cidade também oferece trilhas que levam a cachoeiras e a mirantes de até 1.260 metros de altura. A mais longa, com 12 km, é a Travessia da Serra, que requer acompanhamento de um guia.

Serra de São José - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Centro de Atendimento ao Turista

Este prédio mara é a única edificação de três andares no centro histórico de Tiradentes, e uma das construções com mais de 300 anos de história, que deixa a gente de boca aberta. Ele fica no Largo das Forras e funciona como Centro de Atendimento ao Turista (CAT). Lá você pode pegar um mapa com os principais atrativos e sair desbravando a cidade!

Centro de Atendimento ao Turista - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Centro Cultural Yves Alves

O espaço agrega salas de exposições e um anfiteatro jardinado que sediam shows, espetáculos de dança, peças de teatro e atividades durante os eventos da cidade.

Rua Direita 168, (32) 3355-1503, segunda a quinta das 9h às 18h

Centro Cultural Yves Alves - tiradentes - credito Marden Couto

 

ONDE COMPRAR

Marcas Mineiras

Quem vai a Tiradentes não pode deixar de conhecer a loja Marcas Mineiras. Ela fica numa casa no Largo das Mercês e quando você entra já dá vontade de morar lá. É tudo lindo, cheiroso e organizado. E só tem produtos de marcas que valorizam a cultura mineira. Tem os artigos de cama, mesa e banho da Graziela Guimarães. Os cristais da Cá d`oro. As cerâmicas da Saramenha. Os tapetes da Marie Camille. E as mineirices da Mercearia Paraopeba. Isso sem falar na cafeteria, que fica no jardim da casa. Um ambiente pra escapar do agito do centrinho da cidade!

onde comprar em Tiradentes - Turismo de Minas - credito Marden Couto 2018

 

Rota dos ateliers 

O roteiro propõe cursar o centro histórico visitando os ateliers de 14 artistas plásticos, que compartilham seus espaços de criação, expõem e vendem suas obras. Veja por exemplo as colagens de Beth Cavalcanti, as pinturas de Sérgio Ramos e as esculturas em madeira do Valin Branco. As obras do Sérgio Ramos foram amor à primeira vista! Ele tem desde gravuras em A4 até quadros enormes, num estilo próprio, que denominei cubismo mineiro. Sinos, árvores, bicicletas e gatos são objetos recorrentes nas pinturas, que prendem a atenção do observador. São obras lindas, que com certeza eu colocaria na sala da minha casa, isso se eu não fosse nômade digital!

Ateliê Sergio Ramos - Tiradentes - Turismo de Minas - Marden Couto - c6 - dez2018

 

ONDE COMER

Tiradentes é referência mundial em gastronomia! Todo mês de agosto acontece o Festival Cultura e Gastronomia de Tiradentes, um evento que reúne a nata da culinária brasileira e conta com participações internacionais. Para a alegria dos gourmets, muitos chefs badalados fugiram da cidade grande e se instalaram nesta pacata cidadezinha do interior de Minas. Comida boa é o que não falta, dos simples pratos mineiros as releituras emperequetadas. Confira nossa matéria especial, com os melhores restaurantes da cidade! 

onde comer em Tiradentes - Turismo de Minas - Marden Couto - 2018

 

ONDE SE HOSPEDAR

Pousada Aromas de Montanha

A Aromas da Montanha é a pousada mais charmosa de Tiradentes! A gente fica doido pra se hospedar lá, pois é daquelas pousadas que já valem a viagem! A pousada é muito maravilhosa, cheia de detalhes que saltam aos olhos. A decoração foi minuciosamente pensada pela Rosana, que é a proprietária, e tem extremo bom gosto! As paredes ocre combinam perfeitamente com as portas e janelas azul turquesa. Ela tem estilo colonial, mas é novinha em folha, foi inaugurada em 2016. Clique aqui para reservar seu quarto!

onde se hospedar em Tiradentes - Turismo de Minas - credito Marden Couto 2018

 

LOGO ALI

Maria Fumaça até São João del-Rei

A Maria-Fumaça que liga Tiradentes à São João del-Rei é o atrativo turístico mais procurado por quem visita a cidade. O passeio de 12km pela Estrada de Ferro Oeste de Minas dura cerca de 1 hora. Funciona sexta, sábado e domingo e o bilhete custa R$ 60 ida e volta.

Na estação de São João não deixe de conhecer o Museu Ferroviário, que conta a história do surgimento das ferrovias no mundo todo. Vale a pena passear o dia todo pela cidade, passando pelas igrejas e museus. Tome um picolé de côco especial no Picolé do Amado e se jogue nas delícias da Taberna D`Omar! Veja nossa matéria inteira sobre São João!

Praça da Estação, s/nº, saídas sexta 13h e 17h, sábado 11h, 14h e 17h, domingo 11h e 14h, R$ 60 (ida e volta), (32) 3371-8485

Maria Fumaça - Tiradentes - credito Marden Couto - Turismo de Minas 2012

 

Bichinho 

Distrito da vizinha Prados, Bichinho entrou no mapa turístico graças a iniciativa de Antônio Carlos Bech, conhecido como Toti, que chegou por ali em 1991 e fundou a Oficina de Agosto com o objetivo de ensinar o ofício e gerar renda para a comunidade. Hoje em uma única avenida de terra estão enfileirados uma porção de lojas e ateliers, como a Oficina de Artes e Decoração Anjos Astrais, que faz luminárias com bambu, cabaça e cipó, e a Alex Terra, onde o artista vende objetos de decoração feitos com terras coloridas que encontra na região. Ali ainda fica o Museu do Automóvel da Estrada Real, com mais de 70 carros nacionais, americanos e europeus. (Sítio Pau D’angu – Estrada Real Tiradentes – Bichinho), (32) 3799-8033, quarta a domingo de 9h às 18h, R$ 10. Leia nossa matéria completa sobre o destino!

Bichinho - Tiradentes - credito Marden Couto-Turismo de Minas 2016

 

DICA

Chico Doceiro

O Chico Doceiro é parada certa para quem ama doces mineiros feitos no tacho de cobre, como o doce de abóbora, a cocada, o cajuzinho e o imbatível canudinho com doce de leite! Há mais de 50 anos a lojinha era tocada pelo Chico, que faleceu em 2017. Agora o José, filho dele, que sempre ajudou na produção, está no comando.

Rua Francisco Pereira de Morais, 74, Centro, diariamente das 7h às 18h, (32) 3355-1900

chico doceiro e jose - Tiradentes - credito Marden Couto-Turismo de Minas 2016

 

PRINCIPAIS EVENTOS

Mostra de Cinema

Janeiro

Festival de Fotografia

Março

Mostra de Teatro

Maio

Bike Fest 

Junho

Festival de Gastronomia

Agosto

Casario Colonial - Tiradentes - Credito Marden Couto - Turismo de Minas 2018

 

Você conhece Tiradentes? Conta pra gente qual seu lugar favorito na cidade!

 

No GUIA DE VIAGEM MINAS GERAIS tem também uma seção dedicada à Tiradentes, com dicas e informações do que fazer e visitar pela cidade. Clique aqui e receba em sua casa o único guia turístico do estado, com destinos imperdíveis, roteiros temáticos, dicas de blogueiros, receitas típicas, paradas nas estradas, dicionário de mineirês e mapas de Minas Gerais e da Estrada Real!

Compartilhe:

Relacionados

Comentários

Av. Contorno - n°3979 - Santa Efigênia - BH - MG

(31) 3333-3333

contato@digitalpixel.com.br

Seg á Sex de 09hrs á 18hrs